O Conhecimento dirige a prática, no entanto a prática aumenta o conhecimento (Thomas Fuller)
Compartilhar conhecimento prático está em nossa essência

Gestão de pessoas: 9 dicas para liderar uma equipe de sucesso

Está focado em crescer na carreira e, quem sabe, eventualmente se tornar um gestor? Então a liderança é uma habilidade indispensável para que consiga atingir sua meta! O papel do gestor é, basicamente, garantir que haja coesão e progresso contínuo no trabalho desempenhado pela equipe, mesmo que os colaboradores sejam muito diferentes uns dos outros. Para isso, grande parte do trabalho de um líder sai do campo das atividades técnicas, indo em direção à gestão de pessoas. É exatamente esse direcionamento que levará seu time ao sucesso. Quer saber, na prática, como isso é feito? Então confira agora mesmo as nossas dicas!

Preste atenção à formação da equipe

Acredite: são muitos os gestores que pecam ao achar que não há segredos na contratação, uma vez que qualquer probleminha pode ser consertado com o tempo. Mas o problema real é que isso não é verdade. De fato, algumas lacunas em relação a conhecimentos técnicos ou questões comportamentais por pura inexperiência podem sim ser corrigidos. Porém, se o profissional não compartilha dos valores e da ética de trabalho ou não acredita na missão da empresa, a convivência se tornará impossível. E o pior é que ainda pode afetar negativamente o desempenho do restante do time. Então nada de analisar só o currículo dos candidatos no recrutamento, ok? O ideal é desenvolver métodos para identificar também seu perfil pessoal.

Promova o desenvolvimento de competências

Você pode aumentar ainda mais o potencial de sucesso dos seus colaboradores ao promover ações formais para o desenvolvimento de novas competências e a aquisição de conhecimentos relevantes. Para proporcionar esse crescimento, que tal estabelecer um programa de educação corporativa, com palestras e workshops na empresa? Você também pode oferecer subsídios para os colaboradores que desejem fazer um curso de idiomas ou uma especialização. Outra opção, bem mais simples e acessível, é formar uma espécie de grupo de estudos para que o time analise casos reais com que lidam no trabalho e extrair lições sobre como proceder em situações similares.

Procure dar bastante feedback

Tanto positivos como negativos, os feedbacks podem ajudar (e muito) na melhoria contínua. Afinal, é a partir de avaliações e comentários que os colaboradores conseguem saber com clareza o que precisam mudar e o que está dando certo. O segredo está em nunca assumir que eles já sabem. Manter uma comunicação aberta e transparente é essencial, mesmo quando o elogio ou o toque parece ser óbvio. Além do mais, o feedback ainda demonstra que o trabalho de cada um vem sendo atentamente acompanhado.

Conheça e confie nos colaboradores

O pior erro que um gestor pode cometer é não conhecer as forças e fraquezas da equipe ou não confiar em cada membro do time. Afinal, essa postura cria um afastamento que, consequentemente, levanta ainda mais a altura do muro entre vocês. E é simplesmente impossível fazer a gestão de pessoas que você não conhece! Pense bem: como conseguirá escolher o mais indicado para cada tarefa ou apontar aqueles que merecem uma promoção se você não os conhece? Para piorar, isso também se reflete na percepção que os colaboradores têm do líder. Se não confia nas pessoas que você mesmo selecionou, como elas poderão acreditar na sua competência em gestão e liderança?

Aprenda a delegar

Ao mesmo tempo em que delegar tarefas é um ponto central para a gestão de pessoas, é também um aspecto que normalmente apresenta diversos problemas. Isso porque, ao delegar qualquer tarefa, deve existir um equilíbrio no nível de acompanhamento da equipe. Você não pode exercer controle demais, pois seus colaboradores precisam desenvolver responsabilidade e autonomia para executar o que foi pedido, tampouco pode se afastar completamente, pois a equipe pode precisar de orientação para atingir os resultados esperados. Para acertar na dose, tenha em mente que seu trabalho deve ser de facilitador, mas nunca de capataz.

Estimule o trabalho em equipe

A coesão é um dos elementos-chave que o gestor deve promover com sua liderança. E ela se manifesta exatamente por meio do trabalho de equipe. É preciso, assim, fazer a integração entre os funcionários. Já pensou que, da mesma maneira que você precisa conhecer e confiar em cada um, eles também precisam conhecer e confiar uns nos outros? Sem contar que os colaboradores devem ser estimulados a participar mais, apresentando suas ideias e soluções, realmente se engajando com os projetos do setor e disposta a dividir o trabalho entre si. Nesse cenário fica fácil observar uma melhora significativa na produtividade e na qualidade dos resultados.

Desenvolva a cultura organizacional

A cultura organizacional é o conjunto de valores que permeia todo o trabalho de uma empresa e as relações que se estabelecem dentro dela — pode-se ter como parte da cultura, por exemplo, a transparência, a responsabilidade e a busca pelo crescimento. Formalizar uma cultura organizacional construída em cima de valores positivos aumenta a consciência dos colaboradores a respeito de suas expectativas. Não se trata de impor normas de comportamento, mas sim de lembrar às pessoas que, mesmo sendo um ambiente competitivo, ainda é preciso conduzir o trabalho com ética. E você, como líder, deve ser o primeiro a ensinar pelo exemplo.

Ouça mais

Nesse caso, estamos nos referindo à importância de valorizar o que a equipe tem a dizer. Muito mais que o gestor, a equipe está na frente de batalha do trabalho, conseguindo por isso trazer informações fresquinhas sobre o que está acontecendo tanto com os clientes como com os fornecedores, com o mercado em geral e até mesmo dentro da própria empresa. Então entenda desde já que os colaboradores são fontes pra lá de confiáveis, além de poderem ter ideias muito inovadoras. O gestor que não ouve os comentários e conselhos da sua equipe não só está sujeito a perder seu apoio como pode cometer erros graves no processo de tomada de decisões.

Trabalhe para motivar

Vale lembrar que funcionários não são máquinas, bastando ajustar alguns botões e trocar o óleo para conseguir máxima performance. Eles são indivíduos e, portanto, afetados por fatores muito mais complexos. E as principais questões que determinarão o desempenho da sua equipe são: motivação e satisfação dos colaboradores. Como lidar com essa situação? Tudo bem que o salário é um ponto a ser considerado, mas não é o único. Assim, lembre-se também de:

  • Demonstrar que você reconhece e valoriza o trabalho feito, dando feedbacks positivos e pensando em programas de premiação por resultados;

  • Demonstrar que você está disposto a investir no crescimento do profissional dentro da empresa, apostando em projetos de capacitação e treinamento, além de planos de carreira de longo prazo;

  • Demonstrar que você se importa com o bem-estar e a saúde dos colaboradores, implementando iniciativas de saúde e segurança do trabalho;

  • Demonstrar que você não se sente superior à equipe, promovendo atividades informais de integração com a sua participação, claro.

E essa busca por novas formas de aumentar a motivação e a satisfação do colaborador deve ser contínua. Afinal, esse é o ativo mais importante da sua empresa, o único ativo que é realmente insubstituível.

Como você pôde perceber, a gestão de pessoas é um trabalho que começa desde a formação da equipe e, na verdade, não acaba nunca. Seu sucesso depende de vários detalhes e pequenas ações, muitos até parecendo insignificantes, mas que afetam fortemente o desempenho do time como um todo.

Por Fundação Dom Cabral

A Fundação Dom Cabral é uma escola de negócios brasileira com padrão e atuação internacionais de desenvolvimento e capacitação de executivos, empresários e gestores públicos.

shares